0

Crianças participam do plantio de mudas de árvores em Pouso Alegre

Magson Gomes
01/05/2019

Ação educativa envolveu Copasa, Prefeitura e Univás, além dos alunos de uma escola estadual da cidade. Mais de 3.500 mudas de árvores já foram plantadas para recuperar nascentes no município.

Um grupo de 50 crianças do 5º ano da Escola Estadual Professora Geraldina Tosta com sede no bairro São João, em Pouso Alegre, participaram de uma aula efetiva de meio ambiente. Os alunos foram a campo para fazer o plantio de 50 mudas de árvores nativas em uma área aberta dentro da cidade. A ação fez parte do Programa Socioambiental de Proteção e Recuperação de Mananciais, o Pró-Mananciais.

Além das crianças, o projeto tem a participação de alunos da faculdade de medicina da Univás, coordenados pela professora Tatiana Loiola, que passam as orientações aos meninos e meninas sobre a importância das árvores para todos.

O encarregado de meio ambiente da Copasa, Aderilson Soares, explica que, através do programa, já foram plantadas mais de 3.500 mudas de árvores em Pouso Alegre. O objetivo é recuperar nascentes nas regiões de onde é captada a água que abastece a cidade. VEJA O VÍDEO.

LEIA TAMBÉM: Produtores rurais de Pouso Alegre serão premiados pela preservação de nascentes

 

Sobre o programa da Copasa

O Programa Socioambiental de Proteção e Recuperação  de Mananciais – Pró-Mananciais tem por objetivo proteger e recuperar as microbacias hidrográficas e as áreas de recarga dos aquíferos dos mananciais utilizados para a captação de água para abastecimento público das cidades operadas pela Copasa.

Iniciado em 2017, o Pró-Mananciais integra o compromisso da empresa com a responsabilidade  socioambiental e o desenvolvimento sustentável, buscando prevenir os efeitos agravados pela crise hídrica, no contexto das mudanças climáticas. O Programa traz em sua concepção a ideia do antecipar ações por meio do cuidado, da proteção e da recuperação das águas e dos pequenos cursos d’água, desde a sua nascente até o seu ponto de captação.

As ações são desenvolvidas a partir do estabelecimento de parcerias com as comunidades locais em conjunto com as prefeituras, representantes de escolas públicas, órgãos estaduais e ONGs, entre outros, visando a melhoria da qualidade e quantidade das águas, favorecendo a sustentabilidade ambiental, econômica e social.

Dentre as ações desenvolvidas, destacam-se o cercamento de nascentes e demais Áreas de Proteção Permanente – APP, plantio de mudas nativas, construção de bacias de contenção de água de chuva (bolsões), bem como a realização de oficinas e capacitações em temas ambientais para o público escolar, agricultores e demais moradores do município, de forma a promover a cultura da sustentabilidade e, assim, ganhar cada vez mais parceiros na preservação ambiental.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.