0

Prefeitura anuncia obra de R$ 15 milhões para acabar com alagamentos na região central de PA

Magson Gomes
20/03/2019

Obra deverá começar este ano, mas licitação ainda precisa ser feita.

Na manhã desta quarta-feira (20) foi assinado o contrato entre a prefeitura de Pouso Alegre e a Caixa Econômica Federal para execução de obras de galerias para contenção de alagamentos na região central da cidade. Serão construídos mais de três quilômetros de galerias na parte alta da bacia do Primavera, de onde descem as enxurradas que alagam ruas do Centro. O valor da obra está previsto em cerca de R$ 15 milhões (R$ 14.933.971,59). A maior parte desses recursos (R$14.044.773,01) será financiada pela Caixa, o restante é a contrapartida da prefeitura.

Durante a assinatura do contrato, o prefeito Rafael Simões (PSDB) explicou que foi feito um estudo pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) que norteou toda a elaboração do projeto, criando o sistema de drenagem da região do Primavera. Os estudos da UNIFEI, que mapeou todo o trajeto das galerias na cidade, apontaram que o bairro Primavera é uma das principais áreas do município afetadas pelas inundações. Pelo local também são escoadas as águas de chuvas de outros bairros como, por exemplo, João Paulo II, Santo Antônio e Boa Vista, causando uma sobrecarga no sistema de drenagem.

O prefeito acredita que, após a execução das novas galerias, o problema dos alagamentos nessa área da cidade será resolvido. VEJA AS DECLARAÇÕES NO VÍDEO ACIMA.

Ainda segundo a prefeitura, a previsão é que as obras tenham início ainda em 2019, mas o serviço ainda precisa ser licitado. Também não há prazo para que as obras sejam concluídas.

VEJA COMO FICAM RUAS CENTRAIS EM DIAS DE CHUVAS FORTES. VÍDEO DO FIM DO ANO PASSADO.

Galerias construídas na gestão passada

Em 2015 a prefeitura de Pouso Alegre concluiu a construção de novas galerias pluviais na área central de Pouso Alegre. Foram colocadas novas tubulações nas ruas Comendador José Garcia, Monsenhor Dutra, Bom Jesus e São João. Porém, mesmo após fim de obras de reconstrução dessas galerias, as ruas continuaram com inundações. De acordo com a atual administração, o serviço foi mal planejado e mal executado.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.