Pouso Alegre

Polícia Civil apresenta colunista social Leandro.com, que responde a 10 inquéritos por estelionato

Magson Gomes / 20 fevereiro 2018

Veja na matéria a entrevista com o delegado que cuida do caso

A Polícia Civil concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (20) para falar da prisão preventiva do colunista social de Pouso Alegre, Sul de Minas, Leandro Oliveira, conhecido como Leandro.com. Ele responde a 10 inquéritos por estelionato ao aplicar golpes em aluguel de sítios na região. Leandro foi preso na manhã de hoje no pedágio da Fernão Dias, em São Gonçalo do Sapucaí, enquanto seguia em um táxi para Belo Horizonte.

Foragido da justiça, colunista social é preso dentro de táxi na Fernão Dias

O delegado José Walter da Mota Matos, responsável por oito inquéritos em Pouso Alegre, diz que a prisão preventiva foi pedida devido a grande repercussão do caso e do suspeito ter fugido da cidade.

Ele estava sendo monitorado. Teve a informação do deslocamento dele para Belo Horizonte e informou à Polícia Rodoviária Federal e à Polícia Civil em São Gonçalo do Sapucaí para interceptá-lo no trajeto. O delegado disse que Leandro afirmou que pretendia se entregar na capital mineira. “Se o mandado de prisão é daqui [de Pouso Alegre] porque vamos esperar chegar lá em Belo Horizonte. Vamos interceptar e trazer para cá. E foi o que a polícia vez”, explicou José Walter.

O colunista social poderá responder pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e exercício irregular da profissão, por não ser corretor de imóveis habilitado pelo Creci.

Leandro.com se diz arrependido e que pretende ressarcir vítimas

O delegado também lembrou que as vítimas não são apenas as pessoas que procuraram sítios para alugar. Proprietários de imóveis também registraram queixa contra o Leandro.com.

Durante a coletiva, Leandro confirmou que estava escondido numa cidade do Rio de Janeiro.

Veja a entrevista com o delegado José Walter da Mota Matos:


[metaslider id=”4967″]

Mais Lidas