Search Results for:

Distribuição será feita pela secretaria de Políticas Sociais. Foto: Ascom prefeitura

Redes de solidariedade vêm se multiplicando para ajudar famílias que já estão sendo atingidas pela crise econômica provada pela pandemia do novo coronavírus. Nesta sexta-feira (03), uma rede de hotéis, com unidade em Pouso Alegre, fez a entrega de 100 cestas básicas que serão destinadas à população carente do município. As cestas foram entregues à Secretaria de Polícias Sociais, que ficará responsável pela distribuição.

De acordo com o secretário de Políticas Sociais, João Batista de Lima, as cestas serão distribuídas para pessoas carentes cadastradas nas seis unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município.

A doação foi feita pela direção do Ibis Hotel, do Grupo Leonardi. A ideia dos empresários, além de ajudar, é servir de exemplo a outras instituições. “A gente queria dar uma ajuda para a prefeitura com a doação de cestas básicas para população mais carente, que nesse momento é a que mais está precisando. Que isso sim desperte o interesse dos empresários da cidade e de cidades vizinhas também a que façam a mesma coisa”, disse Hélio Carvalho, gerente do Grupo Leonardi.

“Nós já estamos com um grande volume de entrega de cestas e essas cestas somarão a essas cestas que nós estamos fazendo a entrega”, ressalta o secretário de Polícias Sociais de Pouso Alegre.

Search Results for:

Com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus muita gente ficou sem ter como trabalhar e levar dinheiro para casa. São profissionais que já sabem que, se a crise durar mais um mês ou dois meses, não terá de onde tirar dinheiro para pagar as contas.

Tem a diarista, o garçom, o jardineiro, o motorista de aplicativo, o taxista e outros tantos profissionais que estão sem ter para onde correr.

Dona Janice Braz é um desses exemplos. Ela é manicure e depiladora e atende em um salão. Mas nesses dias ela está em casa.

“Se eu vou ao salão, as clientes não estão indo porque não pode ter contato. E com isso, eu fico em casa para me proteger e elas também estão se protegendo em casa”, explica.

Essa é a única fonte de renda da manicure. Janice precisa pagar o financiamento do apartamento e as demais contas da casa. A filha que mora com ela trabalha, mas o dinheiro mal dá para suas próprias despesas de universitária. Tem ainda um filho deficiente que usa medicamentos e faz exames médicos regularmente. “A gente fica sem saber o que vai fazer com as contas. A gente não está trabalhando, mas as contas chegam em casa”, lembra.

O casal Ângela Lambert e Eduardo Almeida são autônomos e também estão sem trabalhos nesses dias. Eduardo é auditor de qualidade e ganha por serviço prestado.

“A empresa para quem eu presto serviço suspendeu a agenda. Todo dia era numa cidade diferente. E nem eles lá no escritório central, que fica em São Paulo, sabem o que está abeto já que em cada cidade está de um jeito”, explica o auditor.

Ângela é consultora financeira e com as empresas fechadas e sem a perspectiva do que será o amanhã, também ficou sem ter como oferecer seus serviços.

“Eu trabalho com projetos. Mas diante dessa instabilidade econômica e desse caos se instaurando, as empresas ainda noção da proporção dos números financeiros e meu trabalho cai por terra nesse momento. As empresas não vão procurar um consultor financeiro, que nesse momento não é útil”, diz a consultora.

Ângela fez carreira em multinacionais antes de se tornar consultora. Ela diz que o cenário atual é novo para todo tipo e tamanho de empresa no mundo.

“Fui totalmente afetada nesse primeiro momento. Estou sem agenda. Projetos que estavam sendo discutidos, diante do cenário positivo antes de aparecer o coronavírus, fui afetada sem data de retorno”, lamenta.

A situação da consultora e o marido só não é pior porque conseguiram fazer uma reserva ao longo dos anos. Mas é algo que ela sabe que não vai durar muito tempo. E ela mesmo sabe que a maioria dos milhões de autônomos hoje não tem como ficar um dia parado.

“No Brasil são 40 milhões de autônomos. Pessoas que perderam emprego por crise econômica. Esse pessoal não tem condições de fazer uma reserva. Ele trabalha hoje para pagar as contas amanhã”, conta.

Ângela ainda enfatiza que, se esse cenário perdurar por mais tempo, o autônomo brasileiro estará quebrado. “Não tem para onde correr”.

É o caso da manicure Janice que não tem como ficar parada. “Eu tenho que voltar já. Não tenho condições de ficar em casa. Só que também as clientes não estão indo no salão. E não sei quanto tempo vai durar essa crise. É complicado”, diz dona Janice.

Enquanto as orientações são de distanciamento social, quem pode trabalhar vender em casa, é uma opção e quem tem alguma reserva em dinheiro não gaste com o que não é necessário.

Search Results for:

Após o acidente, dois veículos foram incendiados. O motociclista morreu com o impacto, não sendo carbonizado. O motorista do caminhão não ficou ferido.

Acidente fatal na BR-459, em SRS. Foto: reprodução Vale Independente

Um motociclista morreu em um acidente no início da noite desta quinta-feira (02), na BR-459, em Santa Rita do Sapucaí. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente foi no trecho urbano da cidade. A moto teria invadido a pista contrária, quando bateu de frente com o caminhão, que transportava leite.

Segundo os bombeiros, o motociclista morreu no instante da batida, sendo lançado no acostamento da rodovia. A motocicleta ficou presa debaixo do caminhão e foi arrastada por alguns metros, provocando o incêndio nos veículos. O motorista do caminhão conseguiu sair da cabine sem ferimentos.

Até o momento desta publicação o motociclista ainda não havia sido identificado.

 

Search Results for:

Search Results for:

Search Results for:

Um homem, de 29 anos, foi preso pela Polícia Militar com uma sacola de moedas. O dinheiro tinha sido roubado em uma mercearia do bairro Jardim Aeroporto, em Pouso Alegre. A prisão ocorreu na tarde desta quarta-feira (01), logo após o estabelecimento ser alvo do suspeito.

De acordo com a PM, o homem estava com o celular da vítima e uma faca que teria sido usada no momento do crime para ameaçar o balconista do mercadinho.

Segundo a PM, o homem preso foi reconhecido por testemunhas e pela vítima. Ele ainda confessou a autoria do assalto. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

 

Search Results for:

Dona Dulce foi a primeira pessoa a ser diagnosticada com o coronavírus em Pouso Alegre. Ela ficou internada em casa, aos cuidados da filha, que é médica. A idosa teria sido contaminada durante um passeio no Circuito das Águas.

Dona Dulce Coelho, de 84 anos, já está bem, em fase final de recuperação da covid-19. A idosa foi o primeiro caso confirmado em Pouso Alegre de contaminação pelo novo coronavírus. A aposentada até gravou um vídeo para agradecer familiares e amigos pelas orações que fizerem nesses últimos dias para a recuperação dela.

“Eu quero agradecer a todos amigos, parentes, filhos, netos, noras, genros… são todos dedicados, com tanto carinho. Só posso pedir a Deus para recompensar esse carinho, essa ternura. Deus abençoe a família de cada um que rezou, pelo menos, uma Ave Maria por mim. Foi muito sucesso essa Ave Maria. Sei que Nossa Senhora está muito presente na nossa vida. Muito obrigado por tudo. Deus abençoe a todos”, diz no vídeo abaixo:

A reportagem do Terra do Mandu conservou, por telefone, com a filha de dona Dulce. A médica Carmen Coelho Rezende deixou o marido e os filhos e está trancada no apartamento da mãe desde quando surgiram os primeiros sintomas. Outra filha, que já mora com dona Dulce, também está isolada no apartamento.

A dra Carmen contou que nesta quinta-feira (02) a mãe já voltou a se alimentar normalmente, saindo da sopinha. Desde domingo ela já não apresenta mais quadro de febre.

Apesar de já estar se sentindo bem, dona Dulce via ficar mais alguns dias em isolamento. “A gente conta 21 dias do início dos sintomas. Vamos mantê-la reclusa por 30 dias por um excesso de cuidado”, conta a filha.

Onde teria ocorrido a contaminação e os primeiros sintomas

Segundo a filha, dona Dulce pode ter sido contaminada pelo coronavírus durante um passeio às cidades do Circuito das Águas, no Sul de Minas. Entre os dias 04 e 08 de março ela passou por Caxambu e São Lourenço e ainda visitou o Baependi.

Os primeiros sintomas surgiram nos dias 19 e 20 quando dona Dulce começou a reclamar de cansaço, mas as filhas acharam que era apenas a ansiedade de querer fazer tudo. O sinal de alerta foi ligado já no dia 22 quando ela teve febre de 38 graus. Os exames de tomografia feitos no dia 23 mostraram lesões nos pulmões e o material foi coletado para novos exames mais completos sobre a covid-19.

O isolamento

“Do dia 23 em diante, após a tomografia, mesmo sem o teste positivo de covid-19, nós viemos para o apartamento dela. Eu e minha irmã, que mora com ela, nos internamos aqui, de porta trancada e não saímos até hoje”, conta a médica.

Aos 84 anos, dona Dulce é uma pessoa de vida saudável. Ela faz academia de musculação e hidroginástica e dirige pela cidade. E nunca fumou. Único problema de saúde é a hipertensão. “Mesmo com tudo isso, a resposta imune do idoso não é a mesma. Os sintomas começaram devagarzinho, mas eles se agravaram a ponto de eu achar que ela precisava mesmo em ir para o hospital”, lembra a filha.

Para cuidar da mãe, a médica levou alguns aparelhos hospitalares para o apartamento que auxiliaram para garantir oxigênio à idosa. Dra Carmen recebia suporte à distância de colegas médicos especialistas em diversas áreas. “Mas, a todo momento, estive preparada para correr com ela em situação de ameaça de crise de respiratória aguda”.

Agora, a dona Dulce está bem, 14 dias após os primeiros sintomas. A febre começou desaparecer no último domingo. Já são dois dias sem sinal de febre. “De ontem para cá, voltou a querer se alimentar, voltou a querer sair da cama, voltou querer comer comida, ao invés de sopinha. Está bem animadinha de novo”, comemora a filha.

As filhas de dona Dulce tomaram todos os cuidados para não se contaminarem, usando máscaras e paramentos médicos na hora de atender a mãe. Elas estão bem, sem apresentar nenhum sintoma da doença, mas vão fazer os exames antes de retornar às rotinas de contato com os demais familiares.

A dona Dulce tem sete filhos e 14 netos que estão espalhados pelo Brasil e em outros países. Nesses dias de isolamento e com o diagnóstico da covid-19, ela recebeu centenas de mensagens e vídeos de oração.

“Tem sido muito emocionante a união toda. Tem ainda os amigos e demais parentes pela corrente que fizeram. Temos muita certeza do valor disso tudo na recuperação dela”, finaliza a filha.

Search Results for:

Com os dados desta quarta-feira (1º de abril) Pouso Alegre tem três casos de covid-19 confirmados e 40 casos suspeitos aguardando resultado dos exames. Esses dados se referem a moradores da cidade. Desde o início da pandemia, a secretaria municipal de Saúde já registrou 278 notificações, destes, 81 já foram descartados e outros seguem em monitoramento, sem a necessidade de exames.

Os três casos confirmados são de dois homens e uma idosa. As confirmações ocorreram entre o último sábado (28) e hoje, num intervalo de quatro dias.

O mais recente resultado positivo para coronavírus é de um homem de cerca de 60 anos que está internado no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. O estado  de saúde dele é estável, segundo a prefeitura.

O primeiro caso em Pouso Alegre foi confirmado no sábado (28) em live feita pelo prefeito Rafael Simões, na frente do hospital Samuel Libânio. A paciente é uma idosa, que não teve a idade exata informada. Ela está em isolamento domiciliar.

O segundo caso de contaminação por novo coronavírus de morador da cidade foi confirmado na segunda-feira (30). O paciente é um homem, com idade entre 30 e 40 anos. Ainda segundo a prefeitura, o homem fez uma viagem para uma localidade dentro do Brasil.

A prefeitura, responsável por divulgar as informações, não deu mais detalhes sobre os pacientes, como idade exata e locais que estiveram antes de contrair a doença.

REGIONAL DE SAÚDE DE POUSO ALEGRE

Na área da Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre, composta por 53 municípios, algumas prefeituras também já confirmaram casos de covid-19.

Há casos confirmados em Poços de Caldas (02), Extrema (01), Toledo (01), além de Pouso Alegre (03).

Esses números ainda não apareceram no boletim oficial da Secretaria de Estado de Saúde. De acordo com os últimos números da SES-MG, a regional de Saúde de PA tem três casos confirmados, sendo um de Poços, um de Extrema e um de Pouso Alegre.

Os casos suspeitos nos 53 municípios que aguardam exames estão em 350. Entre eles está o exame de um idoso de Ouro Fino que morreu antes do resultado sair.

O senhor João Batista Bueno, de 72 anos, faleceu nesta terça-feira (31) no hospital das clínicas de Itajubá onde estava internado. O paciente apresentou os sintomas da covid-19 após chegar de um cruzeiro marítimo pelo litoral brasileiro.

Search Results for:

A Assessoria de imprensa da prefeitura de Pouso Alegre informou nesta quarta-feira (01/04) que o terceiro caso de covid-19 foi confirmado em morador da cidade. Segundo a prefeitura, o paciente é um homem de cerca de 60 anos que está internado no Hospital das clínicas Samuel Libânio. O estado de saúde dele e onde o paciente teria contraído a doença não forma informados.

O primeiro caso em Pouso Alegre foi confirmado no sábado (28) em live feita pelo prefeito Rafael Simões, na frente do hospital Samuel Libânio. A paciente é uma idosa, que não teve a idade exata informada. Ela está em isolamento domiciliar.

O segundo caso de contaminação por novo coronavírus de morador da cidade foi confirmado na segunda-feira (30). O paciente é um homem, com idade entre 30 e 40 anos. Ainda segundo a prefeitura, o homem fez uma viagem para uma localidade dentro do Brasil. O local visitado não foi informado.

O paciente está internado no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Na segunda-feira, o quadro de saúde dele era considerado estável. Essa informação não foi atualizada pela prefeitura.

 

Search Results for:

A queda no preço dos combustíveis é provocada pela crise do coronavírus, que derrubou consumo no mundo. Porém, tem postos que ainda não repassaram ao consumidor e o Ministério Público irá fiscalizar.

A última redução ocorreu nesta semana. Foto: Terra do Mandu

Quem passou em alguns postos de combustíveis de Pouso Alegre para abastecer nesses últimos dias percebeu a queda no preço da gasolina e do álcool. Levantamento feito pelo Terra do Mandu, comparando valores de mesmo posto, o preço por litro do combustível teve redução de até R$ 0,50 em Pouso Alegre.

Se a comparação for valor máximo e mínimo entre postos que era praticado em fevereiro e o que é praticado hoje, a diferença é de até R$ 1,00 por litro. De acordo com o sistema de levantamento de preço da Agência Nacional do Petróleo (ANP), em fevereiro, o valor pago no litro do etanol na cidade chegou a R$ 3,49 e da gasolina foi a R$ 4,99. Já nessa última semana de março, tem posto vendendo o litro do etanol na bomba a R$ 2,49 e o litro da gasolina a R$ 4,09.

Segundo o Procon Estadual, órgão ligado ao Ministério Público, em março os preços dos combustíveis tiveram uma redução de cerca de 40% nas refinarias da Petrobras. Isso foi provocado por dois fatores. A disseminação do novo coronavírus (covid-19) no mundo e a queda de braço pelo preço do barril do petróleo entre Rússia e Arábia Saudita.

No início do ano, o preço do barril de petróleo era de 60 dólares, nesta semana a cotação despencou para 20 dólares, o menor preço desde 2002. Isso provocado, principalmente, pelo isolamento social nos Estados Unidos, maior consumidor de combustíveis do mundo.

O dono de um posto bandeira branca em Pouso Alegre fez o último repasse ao consumidor nesta terça-feira (31), passando o etanol para R$ 2,49 e a gasolina para R$ 4,09. Em postos com bandeira, como Petrobras, tem o litro do álcool a R$ 2,99 e da gasolina a R$ 4,65.

Guilherme Almeida é motorista de aplicativo e gasta cerca de R$ 2.500 por mês com combustíveis, rodando numa média de oito mil quilômetros. Nesses dias de isolamento social contra o novo coronavírus as corridas desapareceram. Ele espera que a redução nos preços dos combustíveis seja mantida quando tudo voltar ao normal para aumentar a margem de ganho.

“Eu trabalho com carro alugado e está difícil encontrar corrida. O que eu costumava fazer em um dia estou levando quatro dias para correr. Espero que esse valor nos combustíveis permaneça. Se podem vender hoje a esse valor, porque não poderão quando a gente sair desse período?”, questiona.

Nesse posto o álcool era vendido a R$ 3,35 no início do ano. Foto: Terra do Mandu

MP VAI FISCALIZAR QUEM NÃO REPASSAR REDUÇÃO

A partir dessa semana, o Ministério Público Estadual irá intensificar a fiscalização nos postos de combustíveis de Pouso Alegre para verificar se estão repassando a queda no preço dos combustíveis para o consumidor.

“Postos não costumam repassar todo a queda de preços da Petrobras, que já acumula redução de cerca de 40 % desde o início do mês de março”, afirma o fiscal do MP, Renato Nunes.

O fiscal do Ministério Público reforça que as reduções nos valores cobrados nas bombas devem acontecer, mesmo que elas não sejam com a mesma intensidade que acontece nas refinarias por questões de impostos e adição de biocombustíveis na gasolina, por exemplo.

“Cabe ao Ministério Público, através do Procon Estadual, recomendar que os postos de combustíveis usem da paridade de reduções que a Petrobrás a eles confere e assim seja repassado ao consumidor final”, salientou o fiscal que reforça ainda que o MP poderá tomar medidas contra os estabelecimentos que descumprirem normas do direito do consumidor.