Search Results for:

Vítimas da Covid em abril em Pouso Alegre. Imagem: reprodução redes sociais/arte Terra do Mandu

Se o mês de março foi o mais trágico desde o início da pandemia da Covid-19 em Pouso Alegre, com 75 óbitos, o mês de abril começa ainda pior. Nos primeiros 10 dias foram confirmados pela prefeitura 50 mortes em decorrência do coronavírus. De acordo com o boletim divulgado neste domingo (11), que traz os dados do dia anterior, 225 pouso-alegrenses perderam a batalha para a doença.

Entre os óbitos registrados em abril, estão pai e filha, maridos e esposas, mãe e filha. Famílias arrasadas pelas perdas de pessoas tão amadas, queridas e cheias de vida, que não resistiram à força da pandemia. Fica o vazio em cada lar, a fé de cada um deseja um bom lugar para quem foi; a esperança aguarda a vacinação da população e, antes disso, a empatia de quem ainda não entendeu a dor do outro.

Em vídeos gravados e cedidos ao Terra do Mandu, David Amaral, que perdeu a mãe e a avó, e Rodrigo Moura, que viu o irmão perder a esposa e o sogro, falam da dor e da necessidade que as pessoas entendam que é preciso cada um se cuidar para preservar a vida de pessoas que amamos.

VEJA OS DEPOIMENTOS:

Onda roxa e ocupação de hospitais

De acordo com especialistas ouvidos pelo Terra do Mandu ao longo da semana no Mandu News, a tendência é de queda na incidência de novos casos de contaminados com o coronavírus, após 25 dias de onda roxa em vigor em Minas Gerais. Porém, a gravidade dos casos e a letalidade ainda não deram trégua.

Os hospitais continuam com superlotação. Em Pouso Alegre, de acordo com o último boletim, a ocupação das UTIs está 122%, com 70 pessoas internadas. Número superior aos pacientes internados em 31 de março. A internação em leitos clínicos teve queda, mais ainda está acima dos 100% dos leitos destinados ao tratamento de pessoas com a Covid. São 108 pessoas internadas em leitos de enfermaria (117%).

Veja os boletins:

Boletins Covid Pouso Alegre 10-04 e 31-03 – reprodução prefeitura

Search Results for:

Patrocinense e Pouso Alegre empatam. Foto: Alair Constantino/Dono do Apito.

O Pouso Alegre desperdiçou a chance de voltar ao G-4 do Mineiro. Após dois jogos fora de casa, o Pouso Alegre volta para casa com um ponto somado. Neste domingo (11), o Pousão saiu na frente do Patrocinense, pela 9ª rodada do Mineiro, em Patrocínio, mas tomou o gol de empate após um pênalti marcado pelo árbitro do jogo. Com o empate, o Dragão do Mandu foi a 12 pontos e caiu da 5ª para a 8ª colocação na tabela, com os resultados da rodada.

A partida começou às 15h30, debaixo de sol forte. No primeiro tempo, o Pousão já havia tido duas chances de abrir o marcador. O centroavante Paulo Henrique mandou uma bola no travessão e o volante Roldan cabeceou uma bola rente à trave do goleiro Edson. Mas os gols da partida só saíram no segundo tempo.

Aos 18 minutos da etapa final, o zagueiro Guilherme Paraíba marcou de cabeça, após o lateral-esquerdo Foguinho levantar a bola na área numa cobrança de falta, deixando o Pousão na frente. Porém, menos de dez minutos depois, o Dragão do Mandu tomou o gol de empate. Em um contra-ataque, o atacante do Patrocinense caiu na área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Jeam deixou tudo igual.

O técnico Emerson Ávila fez algumas mudanças no time para ter fôlego novo e mais mobilidade no ataque. Algumas poucas oportunidades foram criadas, mas que não resultaram em gol. Ficando o 1 a 1 no placar.

Análise do treinador

Para Emerson Ávila, foi um jogo muito difícil, contra um adversário que briga também no meio da tabela do Mineiro. O calor foi mais um adversário no Alta Paranaíba. Ávila reclama que o Pouso Alegre foi prejudicado pela arbitragem na marcação do pênalti a favor do Patrocinense.

“Fomos bem no primeiro tempo, apesar de não ter criado grandes oportunidades. Mas tivemos um volume de jogo muito maior que o adversário. Ficamos com a bola cerca de 70%. Mas faltou um pouco mais de capricho nos passes para que a gente criasse mais oportunidades e saísse na frente”.

“No segundo tempo, quando a gente, talvez, não estava tão bem no jogo, tivemos o gol do Guilherme e saímos na frente. E um lance de extrema infelicidade da arbitragem, mais uma vez nos prejudicando, a equipe do Patrocinense conseguiu o empate com um gol de pênalti. Tivemos algumas oportunidades, lance do João Gabriel e com Johnny para fazer o 2 a 1. Mas, enfim, voltamos para casa com um ponto, que não nos agrada. Mas o campeonato segue. Temos um grande jogo pela frente, no domingo, contra o Cruzeiro, e já passamos a pensar nesse adversário”.

Cruzeiro e Tombense

Faltam duas rodadas para o encerramento da primeira fase do Campeonato Mineiro. O Pouso Alegre recebe o Cruzeiro no Manduzão, no próximo domingo, às 11h, pela 10ª rodada. E no outro domingo (18), vai à Zona da Mata enfrentar o Tombense pela última rodada.

O Dragão do Mandu poderá descartar as chances de rebaixamento já na quarta-feira (14), sem entrar em campo. O Boa Esporte recebe o Tombense em Varginha, em jogo atrasado pela 8ª rodada. Em caso de tropeço do Boa, o Pousão já garante a permanência no Mineiro.

As chances de G-4 estão mais próximas. Apenas dois pontos separam o Pousão da 4ª posição. Porém, para chegar lá tem que vencer e torcer para combinação de resultados.

Search Results for:

Casal vítima da Covid em Pouso Alegre. Imagem: reprodução Facebook

A advogada Neusa Arruda, 55 anos, faleceu na madrugada desde domingo (11) de Covid-19. Neusa morreu 10 dias após o marido também ser vítima da doença. Carlos Henrique Ribeiro, de 47 anos, faleceu na madrugada do dia 1º de abril, também no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Neusa foi internada na última terça-feira, dia 06.

Depois de citar Santo Agostinho, a filha de Carlos Henrique e enteada da advogada, Andressa Maria, escreveu: “Descansa em paz, Neusa. Foi um prazer ter tido a oportunidade de conhecer você e ver você entrando para a nossa família. Hoje a festa não é aqui e sim do outro lado do caminho, ao lado do meu pai!”

Dezenas de amigos e colegas de profissão também publicaram homenagens à advogada, lamentando mais uma vítima da pandemia em Pouso Alegre.

A 24ª Subseção da OAB em Pouso Alegre, da qual Neusa fazia parte, escreveu: “É com profunda tristeza que comunicamos o falecimento da advogada Dra. Neusa Arruda, irmã do advogado dr. Oswaldo Arruda e cunhada da advogada Dra. Joseli. Dra. Neusa foi presidente da Comissão da Mulher Advogada, triênio 2016-2018, oportunidade em que trabalhou por nossa Subseção e onde também deixa muitos amigos enlutados. Nossa Subseção se compadece com a dor dos amigos e familiares, rogando ao Altíssimo que lhes dê consolo e conforto nesse momento difícil”.

Quarta morte na família

A morte de Neusa é a quarta pessoa mesma família em ser vítima da Covid em menos de 15 dias. No dia 29 de março faleceu a tia do casal, Rose Souza Ribeiro, no dia 31 a vítima foi Rodrigo Souza Ribeiro, filho de dona Rose. Carlos Henrique foi a terceira vítima, no dia 1º e neste domingo mais uma perda para a família, a advogada Neusa Arruda, esposa de Carlos Henrique.

Filho e mãe também foram vítimas da Covid. Imagem: reprodução

Search Results for:

Imagem: reprodução

A assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas Samuel Libânio divulgou uma nota no início da noite deste sábado (10) para informar que ‘vakinha virtual’ criada em nome do hospital é falsa. A postagem circula nas redes sociais como se fosse uma campanha em prol do HCSL.

A direção do hospital afirmou, através da assessoria, que a ação solidária se trata de um golpe. “Se trata de um “fakenews” utilizando INDEVIDAMENTE o nome do Hospital Samuel Libânio afim de arrecadar dinheiro de maneira ilícita”, diz o comunicado.

A direção do Hospital das Clínicas Samuel Libânio informa que, neste momento, não existe pedidos de doações em dinheiro através de redes sociais em nome do hospital.  Segundo a assessoria, as ações solidárias em nome do hospital só podem ocorrer mediante documentações e autorizações prévias da direção da instituição.

O departamento jurídico da Fundação de Ensino Superior do Vale do Sapucaí (FUVS), mantenedora do HCSL, já está tomando as medidas jurídicas cabíveis contra os supostos estelionatários.

A direção ainda reitera, e pede a população que não contribua com essa “vakinha”, que utiliza, indevidamente, o nome do Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

Search Results for:

Roldan é o artilheiro do Pouso Alegre desde o retorno do time às atividades profissionais em 2018. Foto: Chiarini Jr/Roma MKT

O Pouso Alegre que mudar o histórico negativo que tem diante do Patrocinense, adversário deste domingo (11), em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro. O jogo será em Patrocínio, às 15h30. Você acompanha os lances na transmissão do Terra do Mandu no YouTube e no Facebook.

Até hoje, as duas equipes se enfrentaram quatros vezes, com três vitórias para o Clube Atlético Patrocinense (CAP). Os últimos confrontos foram em 1995, pelo Módulo II. E o Pousão levou 10 gols em duas goleadas por 5 a 0.

Porém, 26 anos se passaram e atletas e comissão dos clubes são outros. Para o capitão do Pouso Alegre, Leandro Salino, o Dragão do Mandu tem plenas chances de conquistar a vitória neste domingo.

“Temos três jogos difíceis nessa reta final da primeira fase. A tabela está bem apertada. Vamos enfrentar a Patrocinense, respeitado a equipe deles, mas temos plenas condições de voltar com os três pontos. Vamos pensar jogo a jogo”, disse o capitão.

Na tabela de classificação, o Pouso Alegre é o 5º colocado, com 11 pontos. O Patrocinense está na 10ª posição, mas apenas dois pontos atrás do adversário deste domingo. É um confronto direto para quem quer ficar na parte de cima da tabela.

6º jogo fora de casa

O time comandado pelo técnico Emerson Ávila faz seu sexto jogo fora de casa neste campeonato, contando a partida contra o América em que o mando era do Pousão, mas teve que jogar em Varginha por falta de iluminação no Manduzão.

Nos oito jogos, são três vitórias, três derrotas e dois empates. Um aproveitamento de 46%. O time vem de derrota para o Atlético, no Mineirão, por 1 a 0. Para o técnico, a suspensão por 10 dias em razão da pandemia deixou o torneio com o calendário ainda mais apertado.

“São jogos difíceis, e a equipe está muito bem preparada fisicamente, temos que parabenizar o preparador Quintiliano Lemos. Com jogos quarta e domingo, a gente vai seguindo com os atletas que temos, tentando dar um equilíbrio para eles, descanso pós-jogo para estar pronto para enfrentar o Patrocinense”, diz o treinador.

50 partidas desde a volta do futebol profissional

A partida deste domingo será a de número 50, desde a volta do Pouso Alegre às atividades profissionais em 2018. Esse número considera apenas os jogos oficiais, tirando amistosos e jogos-treino.

A aproveitamento do Dragão do Mandu nos 49 jogos até aqui é de 59,8%, com 25 vitórias, 13 empates e 11 derrotas. São 68 gols marcados e 35 sofridos.

Dos 10 atletas que mais defenderam o time desde o retorno, seis estarão em campo contra o Patrocinense. São eles o goleiro Cairo (36 jogos), o volante Roldan (34 jogos), o lateral-esquerdo Foguinho (33 jogos), o meia Matheus Sousa (29 jogos), o zagueiro Lucas Rocha (25 jogos) e o zagueiro Guilherme Paraíba (17 jogos).

Os artilheiros nessa nova fase são Roldan, com nove gols, Romarinho, com seis gols e Gênesis e Lucas Rocha, ambos com cinco gols. Gênesis e Romarinho já deixaram o time.

A fonte desses dados é a Assessoria de imprensa do Pouso Alegre.

Search Results for:

O diretor Clínico do Hospital Renascentista, em Pouso Alegre, Ricardo Alkmim, deu entrevista ao Mandu News desta sexta-feira (09), onde falou do momento vivido dentro dos hospitais após agravamento da pandemia da Covid-19 no Brasil.

O médico da demanda por internações de pacientes em leitos clínicos e UTI; a escassez de medicamentos de sedação, o chamado ‘kit intubação’, afirmada pelo governo de Minas nessa semana; a exaustão das equipes de saúde, como estão esses profissionais após um ano de pandemia; o diretor do Renascentista ainda reforça os cuidados que as pessoas precisam continuar obedecendo.

ASSISTA:

 

Search Results for:

Search Results for:

A Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (Acipa) divulgou, nesta sexta-feira (09), uma nota de esclarecimento em relação ao cumprimento da onda roxa no município. A entidade informa que defende os interesses de seus associados, dando-lhes apoio e a legítima representatividade, mas que não apoia a desobediência civil.

“Especificamente sobre os últimos acontecimentos, a Diretoria da Acipa está fortemente empenhada, inclusive reunindo-se com o governador e outras lideranças do Estado, mas não apoia a desobediência civil e alerta sobre as consequências de tal ato e possíveis sansões legais”, consta no documento.

A nota foi divulgada após alguns comerciantes defenderem o retorno das atividades na próxima segunda-feira (11), mesmo com a prorrogação da onda roxa até o dia 18 de abril.  A associação informa que está à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas e reafirma seu papel de servir e lutar como entidade representativa do comércio, da indústria e dos serviços locais.

“Solidariza-se com todos os comerciantes na luta insana pela sobrevivência, pela manutenção dos seus negócios, pela proteção da família e do emprego”, diz em nota a Acipa.

Search Results for:

RESIDENCIAL DOIS LAGOS I

REQUERIMENTO

TRANSPORTADORA, CONSTRUTORA SALLES & CARVALHO LTDA, pessoa jurídica, inscrita no CNPJ sob o nº 14.464.610/0001-50, torna público que requereu a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente – SMPUMA, de Pouso Alegre – MG, através do processo nº Processo: N° 71615/2021 Cód. Verificador: 7EJR, a Retificação e Desmembramento de área, a análise do Projeto Urbanístico e licença para implantação do empreendimento Residencial Rural Dois Lagos I, no local denominado Fazenda Grande no bairro Algodão no Município de Pouso Alegre – MG.

RESIDENCIAL DOIS LAGOS I

RESIDENCIAL DOIS LAGOS II

REQUERIMENTO

TRANSPORTADORA, CONSTRUTORA SALLES & CARVALHO LTDA, pessoa jurídica, inscrita no CNPJ sob o nº 14.464.610/0001-50, torna público que requereu a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente – SMPUMA, de Pouso Alegre – MG, através do processo nº Processo: N°  71637/2021 Cód. Verificador: LQM3, a Retificação e Desmembramento de área, a análise do Projeto Urbanístico e licença para implantação do empreendimento Residencial Rural Dois Lagos II, no local denominado Fazenda Grande no bairro Algodão no Município de Pouso Alegre – MG.

RESIDENCIAL DOIS LAGOS II

 

Search Results for:

O prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões, se reuniu, nesta sexta-feira (09), com representantes da Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (Acipa) para tratar das restrições da onda roxa. Segundo o chefe do executivo municipal, não é possível flexibilizar o comércio pois as medidas restritivas foram impostas pelo Governo de Minas.

“A onda roxa é impositiva. Não cabe ao poder executivo local fazer flexibilização sob pena de responsabilidade pessoal, inclusive do prefeito. E nós estamos na expectativa de que isso passe o mais rápido possível”, afirmou Rafael Simões durante o encontro que durou cerca de duas horas.

O prefeito destacou a importância do comércio para Pouso Alegre, mas disse que o município, assim como a maior parte do estado, está à beira de um colapso do sistema de saúde. Inclusive com baixo estoque do kit intubação, o que reforça a necessidade de redobrar os cuidados no enfrentamento da Covid-19.

No encontro, os representantes da ACIPA pontuaram que vão avaliar quais medidas poderão ser adotadas para apoiar os empresários locais. “Entendo qualquer ação que a Associação Comercial venha a tomar no sentido de defender seus associados e todos os comerciantes. Mas quero dizer, acima de qualquer coisa, que estão as vidas da nossa população, do nosso estado e do nosso Brasil”, concluiu o prefeito.

Comércio permanece fechado

A prefeitura de Pouso Alegre divulgou, nesta sexta-feira (09), o decreto que prorroga a vigência da onda roxa até o dia 18 de abril, em conformidade com as recomendações do Governo de Minas. Desta forma, as medidas restritivas dessa fase, como funcionamento apenas dos serviços essenciais, permanecem em vigor.

A única mudança é que o Comitê Extraordinário Covid-19 alterou, na última quarta-feira (07), a norma que restringe a circulação de pessoas das 20h às 5h e proíbe reuniões familiares durante a onda roxa, decretando o fim das duas medidas.

No entanto, a partir de agora a onda roxa passa a proibir a retirada em balcão, em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Assim, estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário. Já supermercados e padarias terão o horário de funcionamento ampliado até as 22h.